Vereadores de Curitiba conhecem detalhes sobre a Vacina da UFPR contra a Covid-19

“A UFPR está na linha de frente. Está combatendo o vírus, curando e buscando salvar os curitibanos e paranaenses”. Imagem: Reprodução Youtube/CMC.

O reitor da Universidade Federal do Paraná, professor Ricardo Marcelo Fonseca, apresentou a Vacina da UFPR contra a Covid-19 para os vereadores da capital paranaense. A participação, que ocorreu de forma remota, foi nesta segunda-feira, na Câmara Municipal de Curitiba. Durante a sessão, os vereadores também aprovaram uma moção de apoio à UFPR pelas ações desenvolvidas no enfrentamento da Covid-19.

Vacina da UFPR contra a Covid-19 está em fase de testes pré-clínicos e apresenta bons resultados. O imunizante usa tecnologia 100% nacional, é barato (custo entre 5 e 10 reais por dose) e multifuncional, o que quer dizer que pode ser facilmente recombinado para atender novas cepas do Sars-CoV-2 ou outras doenças, como a dengue. A UFPR recebeu recursos financeiros do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e do Governo do Paraná para financiar os testes em animais, mas precisa de investimentos para a fase clínica, realizada em humanos e prevista para iniciar em até seis meses.

“A UFPR precisa nesse momento de solidariedade, de reconhecimento e de ajuda. A universidade está fazendo a sua própria função, o que sempre fez: ciência e tecnologia. A universidade sempre prestou serviço para a soberania nacional, para o desenvolvimento econômico, para a civilidade. Neste momento de pandemia, tão dramático, presta um serviço emblemático, para a saúde e para salvar vidas. Precisamos de solidariedade, é isso que peço aos vereadores e vereadoras”, afirmou o reitor.

O reitor explicou que, caso aprovada nos testes, a vacina pode estar disponível para a população no ano que vem. Ressaltou que um dos pontos fortes da Vacina da UFPR é garantir a soberania nacional, já que os insumos são produzidos no Brasil. “É estratégico termos uma vacina feita no Brasil. Nós não podemos ficar à mercê das grandes empresas farmacêuticas internacionais, de seus calendários, de sua oferta e demanda, que nem sempre obedecem a demanda da saúde, da vida e da morte dos cidadãos. Não podemos ficar à mercê de países estrangeiros, que podem entregar ou não o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para nós”, defendeu.

Moção de apoio

A vereadora Maria Leticia fez a solicitação da moção de apoio à UFPR e, antes da votação agradeceu a universidade pelo trabalho no enfrentamento da Covid-19 e por ações exemplares como as testagens sistemáticas para detectar coronavírus na comunidade acadêmica. “A palavra é gratidão e orgulho por todo o trabalho que a universidade faz. É um sopro de esperança no meio de tanta desesperança que temos vivido”.

O vereador Nori Seto sugeriu “que cada um dos vereadores destine um valor para contribuir com estas pesquisas, estes estudos de elaboração da vacina. Nosso mandato está à disposição para contribuir com a UFPR, com a educação, com a saúde e com a ciência”.

Apresentação da Vacina da UFPR

Nas últimas semanas a Vacina da UFPR foi apresentada para a bancada paranaense na Câmara dos Deputados e no Senado e também para os deputados estaduais na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (Alep).

Via: ufpr.br